segunda-feira, 18 de novembro de 2013

SOLFERINOS


Suaves sensações socorrem a pele
se sopra sutilmente seus segredos
nos sussurros suspirados, me excedo
respira os movimentos e lhe impele

Secretos, os silêncios são despertos
sibilam solfejadas sinfonias
em sopros solferinos, são libertos
sussurros, suavidades, poesias

Silencioso, o solo sacrossanto
segrega sensações; todas dormentes
suspiram as sedas, sorrindo no canto
saciando os segredos mais frementes

SOLFERINOS - Lena Ferreira -
Postar um comentário