segunda-feira, 11 de novembro de 2013

LEGADO

Admirava aquele velho. Carregava uma bagagem de vida sem peso e sem poeira e diante de uma desfeita, sempre dizia: - um copo d'água, por favor. Preciso molhar a palavra.
Durante algum tempo aquela expressão me inquietou mas observando suas atitudes sensatas nessas horas, foi que entendi. Molhar a palavra para que não saiam ásperas, para que elas deslizem, para que não firam; uma pausa, um pretexto, talvez, para uma rápida reflexão. Passei a admirá-lo ainda mais. Era mestre nas contações de causos, sempre análogos, sempre reflexivos, sempre deixando lições grandiosas. Já por fim, abandonou o presente, refugiando-se num passado confortável. Foi triste vê-lo assim, ausente de tudo, de todos, do mundo...Partiu, nem cedo nem tarde, mas deixou este legado que hoje procuro empregar: um copo d'agua, por favor...Preciso molhar a palavra!

LEGADO - Lena Ferreira -
Postar um comentário