sexta-feira, 8 de novembro de 2013

INEVITÁVEL


E por mais prazeroso que seja o convívio amigo
entre risos e conversas e partilhas solidárias
chega o tempo, inevitável, da busca solitária
por uma meta necessária; um encontro comigo.

Então, a desbravar o meu próprio oceano, parto
sei das chances, bem prováveis, de enfrentar tormentas
se os remos não bastarem, meus braços, sim, aguentam;
nessa busca, comprometo-me e não me aparto.

Não sei nada, quase nada do que me espera a frente
desse mar que só transborda em natos segredos
pode ser que me engula ao me lembrar dos medos
pode ser que me afogue, me confronte, enfrente.

Sal e areia, travando a garganta no confronto,
tentarão impedir que a voz saia clara e calma
mas não mais pensarei no provável; irei com a alma
carregada com a coragem necessária para esse encontro.



INEVITÁVEL -Lena Ferreira - nov.13
Postar um comentário