segunda-feira, 18 de novembro de 2013

LÍQUIDOS


O céu, coalhado de nuvens alaranjadas, anunciava mais um dia de calor infernal mas eles, que vinham de uma noite transpirada, não se importavam com o que estava por vir; abasteceram-se de líquidos madrugados, saciando sedes para mais de um dia...E embora a promessa desse sol que se levantava fosse de inferno, dois sorrisos cúmplices se abriram, satisfeitos e certos de mais uma lua no paraíso.

LÍQUIDOS - Lena Ferreira -
Postar um comentário