segunda-feira, 18 de novembro de 2013

ESTAÇÕES

Quando meu peito inverna
chovo forte
- trovejando ventanias
alago o leito em prantos -

Nessas horas,
seu sol-riso vem, mansinho
e dissolve as nuvens gris
do meu pensamento-temporal

Sopra seu hálito de brisa morna
secando todos os cantos

Recolhe as folhas do meu outono
semeando com tanta ternura

Cuida do meu território inteiro
para receber a sua primavera

ESTAÇÕES – Lena Ferreira –
Postar um comentário