domingo, 8 de março de 2015

ESPÓLIO

Não,
não tenho quase nada,
nada além da palavra:

a que grava na alma
a que devolve a calma
a que tira do sério
a que veste mistério
a que brinca de roda
a que saiu de moda
a que, escrita, calada
diz bem mais que a falada

Não,
não sei bem de onde venho
nem sei bem pra onde vou
eu só sei quem eu sou
com esse pouco que tenho

Mas,
se me tiram a palavra
serei menos que nada



ESPÓLIO - Lena Ferreira - mar.15


Postar um comentário