segunda-feira, 23 de março de 2015

ENQUANTO HOUVER

Enquanto houver gerúndio
vou estar à sua espera
pássaro de pouso incerto
instante breve
suspirado
estalo
sussurro
piscar
leve bocejo
ou brado
respirando
aspirando
o alimento
dia-a-dia
enquanto houver gerúndio
vou estar gestando
poesia



ENQUANTO HOUVER - Lena Ferreira - mar.15
Postar um comentário