terça-feira, 23 de setembro de 2014

QUE ME CARREGA



Carrego o mar desde o batismo
e vê-lo sempre me alimenta
à alma, viço acrescenta
na vida, afasta-me do abismo

Se dele ponho-me distante
por muito tempo, entristeço
no espelho, não me reconheço
na estrada, não sigo adiante

É como se uma extensa bruma
cobrisse meus olhos e a espuma
das ondas mudassem de endereço

Carrego o mar que me carrega
quando o vejo, é tão inteira a entrega
que, de tudo em volta, me esqueço

QUE ME CARREGA – Lena Ferreira – set.14

*mote* Angela Chagas
Postar um comentário