sexta-feira, 5 de setembro de 2014

PARA O TEMPO


Nem se deu conta do tempo passado
entre um e outro festejo
entre um e outro ensejo
entre quem sempre esteve ao seu lado

Nem se deu conta que já foi criança
entre um e outro brinquedo
entre um e outro segredo
entre quem lhe nutria em esperança

Nem se deu conta de tornar-se adulto
e, para o tempo, foi como um insulto
se distrair de um detalhe assim...

Quando chegou a dar conta de tudo
todo diálogo tornou-se mudo;
foi o tempo dando conta do seu fim...


PARA O TEMPO – Lena Ferreira – set.14
Postar um comentário