sábado, 13 de dezembro de 2014

DÁDIVA

Dai o pão de cada dia
e a poesia que alimenta
dai o sol que acorda o dia
dai a fé que nos sustenta

Dai a força e a coragem
para seguir a jornada
que seguir sem ter bagagem
é ser livre na estrada

Dai a gota do sereno
dai o viço dos Teus olhos
dai amor em peito pleno
dai o viço nos meus olhos

Dai, à vida, a nova vida
dai, à morte, a nova morte
dai certeza à nova lida
dai firmeza à nova sorte

Dai o pão de cada dia
dai, à nossa poesia...




DÁDIVA  - Lena Ferreira - 
Postar um comentário