quarta-feira, 5 de novembro de 2014

NÓS

Eu, coberta de ausências claras,
descubro-te nas faltas raras
desnudo de explicações.

Tu, liberto da desculpa frágil,
descobre-me em excesso ágil
desnuda de ponderações.

Nós, distintas linhas, em sequência
cobrimo-nos com as consequências
das mais desnudas sensações.


NÓS - Lena Ferreira - mai.14
Postar um comentário