segunda-feira, 3 de novembro de 2014

ENTRE

Enquanto a alma sobra solta no corpo amanhecido
palavras, gentilmente, vão encaixando-se no meio
de um vão entre as teias e as veias tímidas ainda
que levemente pulsam e brevemente pausando...

...acordam o coração da inspiração que, em resposta,
injeta o sangue novo, aquarelado, no sistema circular,
percorre artérias, acelera o pulso, alarga os olhos que se alagam
e expande a emoção por todo o corpo que desperta

Uma das mãos tateia o leito virgem e branco
e enquanto a outra prende a pena entre os dedos,
a cena que se empoça no olhar que ora mareja
goteja e cada gota imprimindo sensações...

...desenha emoções entre as palavras.


ENTRE - Lena Ferreira - mai.14
Postar um comentário