sexta-feira, 22 de maio de 2015

RELEVE

E diante daquilo que lhe cerceia
não vale a pena a plena ocupação
se sim, há de prender-se numa teia
viscosa onde não mora a redenção

Releve o dito, o feito e prateia
as mãos, os pés e o peito em oblação
absolvendo assim o que permeia
nesse espelho de compleição

Instantes haverão de breve estio
bem capaz que por isso sinta frio
enquanto outros se cobrem de razão

Mas, diante daquilo que lhe quer rente
demonstre, com semblante sorridente,
o que revela a alma ao coração


RELEVE - Lena Ferreira - mai.15


Postar um comentário