sábado, 25 de outubro de 2014

TARDES DE OUTUBRO


Nessas tardes de outubro, cai a chuva sobre as flores. É o céu que se comove diante de tanta beleza que a natureza apresenta e alimenta os olhares do mundo.
No cenário que vislumbro, cada gota representa uma lágrima sincera desse céu que, comovido, verte a sua gratidão por mais uma primavera.
Nessas tardes de outubro, sinto o quanto vale a espera e, num suspiro mais profundo, em cada gota, em cada respingo, lavo a alma e o coração e um novo perfume descubro...

TARDES DE OUTUBRO – Lena Ferreira - out.14
Postar um comentário