sexta-feira, 31 de outubro de 2014

ACONCHEGO


No aconchego do teu abraço
esqueço-me dos dias urgentes, dos dias aflitos
em busca insensata
e do encontro-conflito com a dama ingrata
que usurpava a razão - paixão, hoje, não...

Enquanto sussurras tuas ternas juras
de amor eterno - enquanto dure - ao pé do meu ouvido
a calma abraça a minha alma
e avisa-me do amor manso e sincero
que há tanto tempo espero
para o meu coração...

No aconchego do teu abraço
- coberta de carinho - descanso o cansaço
das buscas inúteis e urgentes,
descanso serenamente
nesse confortável ninho
bordado por uma calma sensação...


ACONCHEGO - Lena Ferreira - 


Postar um comentário