terça-feira, 21 de outubro de 2014

EU POETA


Há um ser que em mim habita
e transborda em sentimentos
e nesse transbordamento
à alma possibilita

Viagens de entrega plena
de entrega que varre mundos
mergulho, vou lá no fundo
retorno, leve e serena

Como um sopro de brisa, leve
minha mão, num instante breve
conduz, calmamente, a pena

Sentindo-me tão pequena
perante o que me repleta
descubro o meu eu poeta


EU POETA - Lena Ferreira - 13/11/08


Postar um comentário