segunda-feira, 29 de junho de 2015

ALFAZEMADA

Foi de silêncios que compus em parceria 
a canção de reestreia desse instante

entre a inquietude quase morna da espera
e a mansidão alfazemada do encontro
segundos foram longos como eras

- braços querentes de abraços;
batutas regentes de momentos -

na demora íntima, as notas se afinizam
tocando cada canto, conhecido e estranho

e como quem adivinha saudades e delírios
inauguram cicios estreitos, longos e macios
no curto espaço entre os lábios e o juízo



ALFAZEMADA - Lena Ferreira - jun.15
Postar um comentário