dançar, ao som de quê, não sei
dançar, dançando, eu saberei
dançar, talvez, só pra espantar
a voz que teima em pensamento

dançar, dançar e convidar o vento
pra dança desse esquecimento
ao qual preciso me entregar
numa entrega sem fim

- pra me lembrar de mim -

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

eu não sou flor que se cheire

por sorte

sem licença poética