segunda-feira, 17 de abril de 2017



numa noite como essa
todo vento tem manias
todos eles têm certezas
nenhum deles têm juízo

cheios de manhas e lenhas
desvendam as senhas da lua
abrem portas e janelas
com lufadas sobre o estio

- alma nua é passarela
para beijos e arrepios -

numa noite como essa
todo verbo é improviso
Postar um comentário