segunda-feira, 14 de julho de 2014

ADUBO


Costumava cultivar alguns silêncios
em pequeninos vasos na janela

Alguns nasciam dispostos,
mesmo sem norma e sem regra

Outros cresciam dispostos
mesmo, pelo excesso de rega

Dos poucos que murcharam,
descuidados, nasceriam alguns gritos

Mas, transformados em adubo,
fertilizaram os diálogos mais bonitos


ADUBO – Lena Ferreira – jul.14
Postar um comentário