quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

ENSAIO

O vento, já descansado da tarde, deitava-se cúmplice ao lado de nós
e, enquanto o tempo passava de levinho, tão moroso e tão tranquilo,
ensaiávamos  breves cochilos, cobertos por carícias macias
bordadas sobre a delicadeza de algumas pétalas de lírios

Entre suaves e cadenciados afagos, bebíamos largos tragos
de zelo extremado pelo instante indescritível

- em que os sussurros miúdos, vários, reticentes
diziam, da gente, muito mais
do que os gritos escancarados, estridentes
em alardes confessionais  -


ENSAIO - Lena Ferreira - jan.15
Postar um comentário