terça-feira, 3 de novembro de 2015

ECO

Fosse só essa certeza que não tenho
tudo o mais seria facilmente resolvido
o prognóstico dormiria a sono solto na gaveta
juntamente com os sintomas e as premissas

As frases todas, desconexas, insensatas
não reclamariam bengalas nem aros
nem convocariam receitas ou resgates
e as taxas seriam bem menos notadas

O eco voltaria um pouco mais preciso,
esquecido do estreito e rouco pigarrear
e a torrente dos internos desgastes
ciciando por socorro, já estaria extinta

Mas não...

A teimosia veio anexa ao pacote
onde o simples suspirar é exercício tão difícil,
o vício debruça-se qual dança do ventre
sem música...
...em brasa

Resta-nos a espera
pelo tempo-remédio
ou
uma dúvida mais certa




ECO - Lena Ferreira -
Postar um comentário