quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

como soubesse as rezas

a tarde acena com promessas novas
à noite que se apronta com capricho
como soubesse as rezas mais ditosas
capazes de salvar inteiro um mundo  
não há estrelas nesse céu de ensaio
porém há brisa que, sempre presente
no instante antecedente à sua estreia,
abraça a urgência em acalanto eterno
perfuma o tempo com demoras calmas
minimizando a espera por um tudo
solta no ar esse aroma exato
que, galopando madrugada afora,
visita os campos dos conflitos breves
e blinda a pressa com sono profundo



 - Lena Ferreira -
Postar um comentário