terça-feira, 26 de maio de 2015

RENDA

Vem de novo o teu nome rendar meu sono
como quem pensa vestir todas as noivas de maio
rico em detalhes, fia os fios delicados de prata
no entremeio estreito entre o peito e a razão
a agulha que conduz cada linha é suave
e a mão que me diz o teu nome é esguia
e o amor, que será desse amor que sonho
se não mais do que renda que se desfia



RENDA - Lena Ferreira - mai.15
Postar um comentário